11 de Maio 2018

AMARN homenageia desembargador Deusdedit Maia

A associação dos magistrados do Rio Grande do Norte promoveu na tarde da última quinta-feira (10) uma homenagem ao Desembargador Deusdedit Melo. A cerimônia, ocorrida no  Auditório Floriano Cavalcanti, no edifício sede do Tribunal de Justiça, contou com a presença dos presidente e vice do Tribunal, respectivamente Des. Expedito Ferreira e Des. Gilson Albuquerque; o decano, Des Amaury Moura;o Des. Deusdedit Melo; o presidente da AMB, Jayme de Oliveira; o presidente da AMARN, Herval Sampaio, juízes e familiares do homenageado.

O presidente do Tribunal de Justiça, Des. Expedito Ferreira abriu os discursos sobre o homenageado e suas quatro décadas dedicadas à magistratura.  “Este encontro me alegra muito, por poder saudar um colega que privo de amizade pessoal. Esta casa não conta mais com a sua presença física diária, mas ainda guarda em todos os recintos a importância da sua passagem por ela. O seu trabalho rendeu frutos para todos nós. A sua história serve de exemplo. (…) Tenho a alegria de sua amizade e a honra de ter recebido seus ensinamentos" , revelou Expedito Ferreira, que também parabenizou a AMARN pela merecida homenagem.

 

Herval Sampaio, que juntamente à nova diretoria da AMARN, aprovou a iniciativa por unanimidade em reconhecimento ao trabalho do desembargador  aposentado em 2004, estava emocionado. “É justa essa homenagem, a sede está levando o nome da pessoa que fez um grande esforço para construir uma sede tão bonita para a congratulação dos colegas. Nesse momento se faz justiça ao reconhecer o trabalho do desembargador Deusdedit Maia, associado e ex-presidente que lutou muito pela associação e por todos os magistrados”, afirmou.

 

O presidente da AMB, Jayme de Oliveira agradeceu a acolhida e saudou a todos relembrando a amizade antiga com o homenageado. “O desembargador Deusdedit Maia é daquelas pessoas que conhecemos  e é impossível não ficar amigo dele. Essa homenagem faz uma ligação do passado com o presente do Tribunal e da Associação, para que possamos sempre valorizar a nossa história e as nossas conquistas(…) Receba também essa homenagem dos seus colegas da AMB”, comentou.

 

O desembargador Deusdedit Maia se disse emocionado com a homenagem. “ Como diria o samba, homenagem se faz em vida, depois de morto não vale mais. Não vou citar nomes, mas tive muito apoio nesta construção e quero fazer justiça compartilhando essa homenagem com todos aqueles que me ajudaram. Eu me senti emocionado, porque de qualquer maneira é um reconhecimento ao que a gente fez na magistratura, passei 26 anos no Tribunal de Justiça, tenho boas recordações”, agradeceu.

Fonte: post